Skip to content

O guia definitivo para ficar 2 dias em Munique

Vou começar dizendo que Munique não estava nos meus planos da viagem, na verdade, eu não tinha bem um plano de viagem. Em 2015 eu fui visitar uma amiga alemã e tive a oportunidade de conhecer algumas cidades por lá. Em um dos últimos dias em terras alemãs eu decidi ir para Munique – que era próxima de onde eu estava – e explorar um pouco mais.

Só tenho uma coisa a dizer: foi incrível. Assim que eu “descobri” que estava indo pra lá eu fiz um mini roteiro de tudo que eu queria visitar. Não completei essa lista, confesso, mas tudo que visitei e conheci foi o suficiente para me apaixonar por aquele lugarzinho lindo e que eu me apaixonei completamente.

Onde ficar:

Me hospedei no Hotel Sendlinger Tor que é super bem localizado, bem no Centro da cidade. Minha referência era que ele ficava na “ligação” entre a Marienplatz e a Karlsplatz, bem tranquilo de chegar. Em cinco minutinhos caminhando você já encontrava uma dessas duas praças.

O hotel é bem simples, no meu quarto só tinha uma cama,uma escrivaninha e banheiro, o necessário pra quem só estava lá pra dormir. E ah, era super confortável!

Agendei pelo Booking mesmo e achei que valeu a pena, nunca tinha usado o site até então. No dia cheguei um pouco antes do horário de check-in e tive que esperar até poder entrar no meu quarto, o que não foi um empecilho de forma alguma.

Onde comer:

Ruff’s Burger: um dos únicos lugares que encontrei aberto depois das 20h em um dos dias que eu estava por Munique. O hambúrguer deles é maravilhoso e eles tem várias opções, incluindo vegetarianas. Eu pedi um Ruff’s Burger e não me arrependi nem um pouco. Ah, o lugar é todo bonitinho e super personalizado.

Ruff's Burger

Englischer Garten – Torre Chinesa: no meio do parque, exatamente onde fica a Torre Chinesa, tem um Biergarten com várias comidas e cervejas típicas. Vale a pena experimentar e ter essa experiência. Em volta dele tem várias mesinhas para você sentar, aproveitar e admirar a paisagem.

English garten

Castelo de Neuschwanstein: outro lugar onde vende comidas típicas. A dica é comer o currywurst com batata frita, é maravilhoso. Só tome cuidado: ele é bem apimentado.

currywurst

O que visitar:

Marienplatz: eu não tenho palavras para o quanto essa praça é linda. Quando pisei em Munique, foi um dos primeiros lugares que eu me encontrei e é incrível, talvez tenha vindo daí minha super paixão por esse local.

Foram 40 anos para construir o prédio que fica ali e abriga a prefeitura. O cuidado que eles tem com toda a construção e a história, é demais!

Vale a pena ver a praça a qualquer hora do dia, toda vez que eu passava por ela era um novo suspiro de admiração. Eu poderia ficar horas na praça vendo as pessoas passarem, juro.

Karlsplatz: todo caminho entre a Marienplatz e a Karlsplatz é de tirar o fôlego. São muitos detalhes e uma arquitetura surpreendente. Eu diria que a Karlsplatz é mais movimentada e mais aberta. Ela dá acesso a várias ruazinhas charmosas e cheias de lugares legais para se explorar.

Castelo de Neuschwanstein: preciso dizer alguma coisa além de SONHO? O castelo é mágico e incrivelmente lindo. A dica que eu dou é: comprem seus ingressos com antecedência, assim que souberem que estão indo pra lá. Minha viagem pra Munique foi em cima da hora e eu não consegui comprar pelo site e, chegando no castelo, a fila era enorme (chegamos de manhã e só tinha horários para depois das 18h).

Mas vale a visita mesmo sem entrar. O que me impressionou em todo ele foi a sua dimensão e localização. A vista lá de cima é de tirar o fôlego! Posso dizer que eu me senti uma princesa?

Neuschwanstein Castle

Englischer Garten: é um daqueles parques enormes, de se perder dentro dele – sim, eu me perdi! O parque tem várias atrações por toda a sua extensão. É nele que você encontra o rio Eisbach, conhecido por formar uma onda e atrair surfistas. Você também pode andar de pedalinho, fazer uma parada estratégica para um lanche ou picnic ou apenas passar uma tarde caminhando.

St. Michael Kirche ou Igreja de São Miguel: vou dizer que essa igreja não estava nos planos, mas a curiosidade foi maior quando passamos em frente dela. E ela é linda por dentro! Como todas as outras construções em Munique, a igreja é rica em detalhes. Dentro dela está o túmulo de Rei Luís II da Baviera, responsável pela encomenda do Castelo de Neuschwanstein.

St. Michael Kirche

Explorar toda a área: Minha recomendação é sempre a mesma, mas não custa repetir. Tirar um dia para caminhar por todos os cantinhos da cidade que você pode é uma experiência incrível. Você descobre coisas novas – como eu descobri sem querer a Igreja de São Miguel -, consegue admirar melhor todos os detalhes e paisagens a sua volta e tem várias lembranças incríveis para compartilhar!

Quer saber como foi meu tour completo e a ordem em que eu explorei a cidade? Segue um resumo de tudo que eu fiz e por onde passei:

 PRIMEIRO DIA

Cheguei em Munique perto da hora do almoço, quase 1 hora da tarde. Da rodoviária peguei um metrô até a Marienplatz e fui direto para meu hotel – agradeço ao Google Maps pela ajuda nessa hora -. O check-in começava mais tarde, por isso fiquei na recepção esperando.

Por fim, peguei a chave do meu quarto, deixei minhas coisas no quarto e fomos explorar um pouco da cidade. Foi o dia de conhecer um pouquinho de cada canto. Andamos pela Marienplatz de novo, paramos em uma padaria para comprar alguma comida, bebemos cerveja em um restaurante no meio do caminho e fomos em direção ao Englischer Garten. Andamos pelo parque e ficamos um pouco no Biergarten, tomando mais uma cerveja e comendo batatas fritas, depois tentamos sair do parque e foi aí que nos perdemos.

Encontramos uma saída do parque e andamos ainda mais explorando a cidade. Por fim jantamos em uma Pizza Hut e finalizamos o dia.

Munique

SEGUNDO DIA

Acordamos cedo para pegar o primeiro trem para Füssen, onde iríamos em direção ao Castelo de Neuschwanstein. Nossos planos deram meio errado e compramos uma passagem pra mais tarde. Tomamos um café da manhã na estação mesmo e passeamos na região em volta dela. A viagem de trem até Füssen dura em média 2 horas e você precisa pegar um ônibus em direção ao castelo quando chega na cidade.

A tarde foi reservada para explorar o castelo. Resolvemos comer ali mesmo e fomos pegar o trem de volta para Munique. Cheguei na cidade antes das lojas fecharem, comprei algumas coisinhas e fui para o hotel. O jantar foi no Ruff’s Burger, um dos únicos lugares da cidade que achei aberto depois das 20 horas. Finalizei o dia dando mais uma caminhada pela cidade e fui para o hotel.

Neuschwanstein view

No outro dia acordei cedo e fui direto pegar um metrô para a rodoviária.

Queria ter visitado:

É claro que eu não fui todos os lugares que eu gostaria em Munique. Então fica a dica de alguns dos lugares que você pode colocar no seu roteiro caso esteja indo para a cidade.

Viktualienmarkt: uma feirinha com comidas, bebidas e flores. Dizem que tem várias coisas legais, além de ser um bom lugar para aprender mais da cultura local e seus costumes. Você pode ver um pouquinho mais sobre o Viktualienmarkt no guia de Munique da Helene.

Frauenkirche: é um dos pontos turísticos da cidade e dizem que é linda por dentro. Além dela oferecer uma vista panorâmica da cidade, o que deve ser incrível de ver. Curiosidade: é proibido construir qualquer estrutura com mais de 100 metros perto da igreja para que não atrapalhe a sua visão.

Hofbräuhaus am Platzl: uma das cervejarias mais típicas de Munique. Ela fica localizada bem no centro e, além da cerveja, serve pratos típicos alemães.

Allianz Arena München Stadion: o estádio foi palco do jogo de abertura da Copa do Mundo de 2006 e é o estádio do Bayern de Munique. Precisa falar mais alguma coisa? 😉

Peterskirche: é a igreja mais antiga de Munique e o ponto de origem da cidade. Você consegue subir na torre e ter uma visão incrível da cidade, só tem que se preparar mentalmente porque são mais de 300 degraus na subida. E ah, a entrada é gratuita, por isso tem que ir cedo para não pegar filas.

Mais algum lugar que você indicaria em Munique? Conta pra gente!

guia definitivo de viagem para munique na alemanha

Facebook Comments

One Comment

  1. […] de coisas que eu poderia explorar e não deu tempo. Minha programação foi bem turística – e de novo em cima da hora -, visitei lugares que estão naqueles top 10 que precisamos ir, mas valeu a […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *