Skip to content

Estou de volta!

Faz tempo que eu não escrevo por aqui. Tanta coisa acontecendo tão rápido que a gente se perde no tempo e quando vê já se foram meses sem nem uma palavra escrita.

Mas estou de volta, aos poucos e esbarrando pelas coisas, mas estou de volta.

O ano mal começou, mas tanta coisa já aconteceu que eu ainda não consegui processar tudo e ainda estou meio perdida. Teve o começo de ano, que é sempre aquele misto de alegria e esperança, criamos metas, revemos planos e começamos a tentar mudar a vida. Como se o início de um novo ano mudasse algo de fato em nossas vidas. Não muda, não se a gente continuar fazendo as mesmas coisas.

Teve o Chile e a descoberta de mais uma cidade incrível no mundo. No começo de fevereiro eu visitei Santiago e me apaixonei por mais um cantinho desse mundão, uma viagem linda que me trouxe tantos aprendizados. A primeira viagem feita sozinha, aquele medo de perder voo, errar conexão e não saber pra onde ir. No final eu voltei do Chile com a memória cheia de paisagens incríveis, e a vontade de voltar e poder curtir um pouco mais desse lugar que me encantou.

estou de volta - chileChile, ainda vou voltar pra te conhecer melhor

Mas, mal sabia eu que ali era o começo de um final não muito legal. Porque março me trouxe o final de um namoro. Depois de muito tentar a gente percebeu que nossa história chegou ao fim, eu ainda amo o cara que acompanhou minha história nos últimos dois anos, mas às vezes, só o amor não basta. Não nos bastou e agora é bola pra frente. Eu sei que ainda vai doer por mais alguns meses, que eu ainda vou chorar muito. Mas a gente tem que seguir em frente, mesmo querendo que as coisas sejam diferentes. Aceitar não é nada fácil, mas um dia eu vou conseguir.

Março também trouxe um novo corte de cabelo, oooi look curtinho lindo, e o começo de um novo estilo de vida, porque uma hora a gente precisa mudar, não é mesmo? Março e abril me trouxeram um novo olhar sobre mim mesmo. Vocês lembram aquele post sobre aceitação? Pois é, parece que eu resolvi levar essa história mais a fundo e renovar minha visão de mim mesma. Ainda estou em um processo bem intenso de me descobrir e me aceitar, mas aos poucos eu vou conquistando confiança e amor próprio, algo fundamental nessa vida. Agradecimentos ao terapeuta que me guia e me mostra o quão incrível eu posso ser! Na vibe de um novo estilo de vida apareceu por aqui uma bike e a vontade de correr livre por aí, de descobrir novos caminhos e novos rumos.

Meu começo de ano foi assim, cheio de surpresas, mas eu vou me recuperar de tudo e voltar a fazer aquelas coisas que eu amo, tipo escrever muito pra deixar o UP cada vez mais cheio de amor. Um obrigada especial a dona Cyndria que ainda não me matou e tem me acompanhado em toda essa loucura de ano <3

Facebook Comments

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *