Skip to content

AMAR SEU CORPO NÃO DÓI!

A gente já falou aqui no UP sobre autoestima e o que acontece quando estamos naqueles dias em que nada nos agrada. Passamos boas horas conversando sobre autoestima e chegamos à conclusão que precisamos de mais apoio nessa internet linda, precisamos passar mais mensagens para quem passa pelo mesmo que nós. Porque vamos combinar, é muito bom saber que tem alguém querendo ajudar e ler coisas positivas é super animador.

É muito difícil ser positiva quando estamos naqueles dias de bad, nós sabemos beem disso. Mas acreditamos que é importante ter ânimo para seguir em frente e mudar um pouquinho nossa rotina para que esses momentos se tornem menos frequentes.

Esses dias estávamos conversando sobre alimentação saudável e como ela pode influenciar no nosso humor. E sabe de uma coisa? Começar a mudar nosso cardápio é um grande passo para mudarmos, um pouquinho, a visão sobre nós mesmas. Entender que estamos fazendo algo para o nosso bem-estar é ótimo para nos amar cada dia mais.

Não é fácil, a gente sabe, mas um pouquinho por dia pode fazer a diferença lá na frente. 😉

Não é sempre que entendemos o que acontece dentro e fora do nosso corpo e a primeira coisa que nós indicamos para você é a ida em um profissional. São eles que vão analisar sua rotina e seus cuidados para que possam te ajudar no seu objetivo. É possível fazer sem eles? É sim, mas precisa de muito mais força de vontade.

Outra coisa que percebemos e que concordamos: você não precisa de dieta na maioria das vezes, apenas de uma reeducação alimentar. Nós duas já experimentamos essa “técnica” e foi uma das melhores escolhas que fizemos. Hoje nós entendemos melhor do funcionamento do nosso corpo, assim como dos ingredientes que fazem a diferença ou não para ele.

Você fica mais atenta a rótulos, produtos industrializados e dá mais valor a coisas que você muitas vezes não sabia que existiam ou que poderiam te fazer bem. Como consequência você tira o que é de ruim de você, come sem estar com a consciência pesada e ainda consegue tirar aqueles quilinhos a mais que você não gosta.

confortable own skin

A minha experiência com reeducação alimentar é nova: comecei fazem quase 3 semanas, mas já sinto muita diferença. Minha nutricionista foi super querida e me explicou o máximo de informações possíveis, fazendo com que eu realmente prestasse mais atenção no que eu estava ingerindo.

Eu pensei em fazer sozinha várias vezes uma dieta, mas eu nunca conseguia ter força de vontade pra isso. É aquela história de que comemos o que tem em casa, o que é mais rápido ou fácil e, apesar de ter muita coisa saudável lá em casa, eu ia pro que eu já sabia fazer: pão, pizza, hambúrguer, etc.

Não que eu tenha parado total de comer eles, mas hoje eu tenho equilíbrio. Vou comer uma pizza no final de semana? Me cuido melhor durante a semana toda, assim eu consigo comer sem culpa nenhuma, porque sei que uma pizza no final de semana não vai fazer mal.

Todas as vezes que eu consigo substituir algo, eu tento. O macarrão adotei como substituição a abobrinha e confesso que amei demais. O pão eu troquei por batata doce – com muito lemon pepper, por favor – e deixei de comer tanto carboidrato para comer mais proteína, saladinhas e frutas. Confesso que salada eu ainda estou tentando encarar, mas as frutas eu estou comendo o máximo possível – mais que duas por dia, viu nutri?!

Em resumo: eu já me sinto muito melhor, tanto com meu corpo quanto em humor e vontades. Consigo resistir facilmente a alguém comendo algo que eu “não posso” do meu lado, desinchei um monte e o foco está bem grande. Ah, eu tento caminhar quase todos os dias uns 3kms para fazer algum tipo de exercício e não ser mais sedentária. Não adianta apenas cuidar da alimentação, é preciso fazer exercícios para que tudo funcione direitinho!

Claro que meus objetivos ainda precisam ser atingidos, mas aos poucos eu já estou vendo resultado e isso já me deixa totalmente feliz e é o que importa, não é?! 🙂

self acceptance

Preciso confessar que eu abandonei minha reeducação alimentar e acabei voltando a estaca zero 🙁 Eu estava indo super bem, ia a academia toda semana e estava super focada na alimentação saudável. E melhor, eu tinha aprendido a gostar de fazer academia, sérião! Eu nem arranjava desculpa para não ir. Ao contrário, eu achava jeitinho pra estar lá levantando peso sempre que imaginava que não ia dar tempo.

Mas aí aconteceram algumas coisas nessa vidinha que eu acabei me desanimando, passei um mês super deprê e meio que abandonei tudo. Me joguei de cara nos chocolates, e nunca mais voltei a fazer atividade física. No começo eu me dava a desculpa de que eu merecia, que eu já estava triste demais para me privar de coisas gostosas que me deixavam feliz 🙂

Hoje eu tento voltar a ser mais saudável, a comer de três em três horas, colocar as frutas de volta no cardápio. Mas olha, não é fácil. Eu estou tentado seguir o cardápio que a nutri me passou lá no começo, mas sério, eu já não tenho mais ânimo para isso. E infelizmente eu tenho voltado a odiar meu corpo, o que me deixa deprê porque eu quero mesmo voltar a gostar de mim, a ver a evolução que eu via antes. Mas ainda não consegui. E isso vai frustando a gente sabe?

Mas eu resolvi ir aos poucos e não me cobrar muito. Só o fato de comer um iogurte durante a tarde pra mim já é uma vitória que me faz ficar bem feliz! E acho que a gente tem que ser assim, não nos cobrar demais, não ficar deprê porque não conseguimos algo tão facilmente. Temos que aceitar nossas limitações e aprender a contorná-las.

Só aceitando nossas dificuldades é que vamos conseguir vencer nossas barreiras, uma de cada vez, um pouquinho a cada dia <3

Independente das nossas experiências nós apoiamos sim qualquer decisão que você ache melhor para você e seu corpo, seja uma reeducação alimentar, uma dieta ou nenhum dos dois.

O que importa é ser feliz, se sentir bem com seu próprio corpo e não ligar para o que os outros acham de você.

Nós não somos nutricionistas e não podemos indicar o que é melhor ou não para você, mas podemos testar umas receitas legais e postar por aqui se vocês gostarem da ideia. Assim nos anima a querer sempre comer melhor e quem sabe inspira vocês?

Imagens: WeHeartIt

amar-seu-corpo

Facebook Comments

One Comment

  1. […] eu cheguei na parte principal, a aceitação. Já fizemos aqui um post sobre isso, é só clicar aqui e ler. Mas desde que eu e a Cyndria fizemos esse post eu percebi que a mudança e a aceitação […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *