Skip to content

2016 e o ano que eu deixei para trás

Todo final de ano é a mesma coisa, nós paramos alguns minutos e analisamos tudo o que aconteceu durante o ano que chega ao fim.

2016 foi um ano confuso, cheio de pequenos problemas que minha cabeça fez com que se tornassem um tsunami de sentimentos e frustrações.

Confesso que eu larguei mão, abandonei todos os meus planos e, principalmente, o pouco otimismo que eu tinha. Abri mão de coisas que me faziam bem, e agora eu percebo o quanto tudo isso me custou.

Não foi e não está sendo fácil. Não é fácil perceber que abri mão da minha vida, da felicidade que eu poderia sentir caso tivesse continuado com tudo que estava fazendo.

2016 não foi um bom ano, mas porque eu quis que não tivesse sido. Eu não fiz nada para que algo de bom acontecesse, muito pelo contrário, eu assisti (de camarote uepa) tudo ir embora, eu joguei tudo fora!

Foi simples chegar à essa conclusão, mas não foi fácil admitir que a culpa foi toda minha. Porém foi importante, porque agora eu entendo que depende só de mim, tudo só depende dos meus esforços, do meu otimismo e da minha vontade.

Eu precisei de um empurrão, de um tapa na cara que, confesso, doeu muito. Veio de quem eu mais esperava, de uma forma abrupta e com uma frase que me tirou o chão. Eu preferia não ter ouvido o que ouvi? Sim, com certeza. Mas foi bom, bom para minha evolução, eu consigo aceitar isso hoje. Talvez eu fique remoendo isso por mais uns dois anos, mas tudo bem desde que essa frase me leve adiante. Que me faça evoluir sem medo e sem amarras.

Apesar de todo drama (alou canceriana com ascendente em câncer aí gente!) 2016 me preparou ótimos momentos e surpresas, não posso negar e nem menosprezar.

2016 teve o Astolfo, a bolinha de pelos mais linda desse mundo. Que é um pouco capetinha, late bastante nos deixa louco, mas que ninguém vive sem! Aliás, tem post especial sobre ele aqui no UP <3

2016 também teve Porto Alegre e todos os lugares que eu demoraria para conhecer se não fosse por esse ano ter existido.

aquiAquela felicidade que todo ano tem <3

2016 ainda teve o UP e a linda da Cyndria, que foi a melhor surpresa que o ano poderia ter me dado. Aliás, obrigada 2016, porque eu já nem sei mais o que seria de mim sem a dona Cyndria do meu lado!

2016 teve o início da minha mudança. Porque ninguém deve viver no drama a vida toda, não é mesmo? E dessa vez, eu prometo pra mim mesma, que a mudança vai ser de verdade, de dentro pra fora.

O ano vai ter minar com um suspiro de esperança e força. E 2017 vai começar com essa mesma força, mas em dobro, porque muita coisa vai acontecer, muita mesmo. E dessa vez não serão só promessas vazias de ano novo.

E agora, nesses últimos dias de 2016 eu só quero paz, amor e muita comida gostosa. Principalmente arroz com uva passa!

 

Facebook Comments

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *